THE ROLE (2018)

  • Fiction
  • 12min

O homem está numa audição para desempenhar o papel de marido violento que está diante do juiz, em tribunal, na presença da sua esposa. A mulher deste homem está com ele no fundo da sala de audição, com a filha de ambos ao colo, a assistir à entrevista. Como a audição não está a correr bem e o homem admite sentir-se pressionado e confuso por ter um único interlocutor para dois papéis distintos, a sua mulher real é solicitada a ler as deixas da mulher do filme por vir, a tal que é vítima de violência doméstica. E é a partir do momento em que a mulher real entra em cena ocupando o lugar da mulher ficcional que tudo se altera, e não para o lado do candidato a ator. A audição do homem não melhora substancialmente, mas o desempenho da mulher é eloquente e convence os entrevistadores. Como seria de esperar, não fosse este um filme de Farnoosh Samadi, o homem não se sente confortável com a possibilidade de a sua mulher vir a ocupar o lugar no filme que a ele fora recusado e proíbe-a de aceitar o trabalho. O que uma pomba branca inspira no desejo de liberdade da mulher só será revelado ao fim de alguns minutos, mas o desfecho não é o mais importante. “The Role” prima pela destreza da “mise-en-abyme” em que os atores fazem de si próprio num filme em que a personagem feminina adquire, finalmente, o nome da mulher que realiza o filme: Samadi. (LL)

The man is at an audition to play the role of a violent husband who is standing before the judge in court in the presence of his wife. This man’s wife is with him in the hearing room, with their daughter on her lap, watching the interview. As the hearing is not going well and the man admits to feeling uncomfortable and confused by having only one interlocutor for two different roles, his real wife is asked to read the lines of the woman in the film to come, the one who is a victim of domestic violence. And it is from the moment that the real woman enters the scene taking the place of the fictional woman that everything changes, and not for the actor candidate’s side. The man’s hearing does not improve substantially, but the woman’s performance is eloquent and convinces the interviewers. As you might expect, were this not a Farnoosh Samadi film, the man is uncomfortable with the possibility of his wife taking the spot in the film that he had been turned down for and forbids her to take the job. What a white dove inspires in the woman’s desire for freedom will only be revealed after a few minutes, but the outcome is not the most important. “The Role” excels in the deft “mise-en-abyme” in which the actors play themselves in a film in which the female character finally acquires the name of the woman who directs the film: Samadi. (LL)

Language

Persian

Subtitles

English, Portuguese

Countries

Iran, Italy

Studio

Three Gardens Film