THE REEL 11004 (A BOBINE 11004) (2020)

  • International Competition, Documentary, History, Politics, War
  • 19min

Em 1946, oito meses após os bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki, uma equipa do exército norte-americano realizou um documentário sobre a derrota japonesa. Foram filmadas várias bobines no Japão, mas, à chegada aos EUA, logo após visionamento pelas autoridades, a bobine 11004 foi imediatamente classificada como “defense secret”, permanecendo oculta até que, há 6 anos, Mirabelle Fréville a descobriu por acaso, durante um trabalho de pesquisa que efetuava para um outro filme, nos arquivos nacionais em Washington. Para além do facto de ter encontrado um documento importante desconhecido para o público, a realizadora ficou particularmente sensibilizada pela força do colorido das imagens, em contraponto à memória a preto e branco que coletivamente formamos a partir dos filmes sobre a Segunda Guerra Mundial como, por exemplo, “Hiroshima mon amour” de Alain Resnais. A partir da dissecação dessas imagens, da desconstrução da filmagem original e sua remontagem enfatizada pela banda sonora criada a propósito, a realizadora propõe “La Bobine 11004” como uma reflexão não só sobre os já conhecidos e nefastos efeitos da bomba atómica, mas também sobre o primeiro ato censório na história da energia nuclear. A realizadora regressa a Vila do Conde após ter integrado o júri do Curtas em 1998. (MM)

In 1946, eight months after the bombings of Hiroshima and Nagasaki, a team from the US army filmed a documentary about the Japanese defeat. Several reels were filmed in Japan, but upon arrival in the USA, and shortly after being reviewed by the authorities, reel 11004 was immediately classified as “defense secret”, remaining hidden until, six years ago, Mirabelle Fréville found it by chance, during a research for another movie at the National Archives in Washington. Beyond having found an important document unknown to the public, the filmmaker was particularly touched by the power of the images’ colors, in contrast to the black and white memory that we have collectively formed from Second World War movies such as Alain Resnais’ “Hiroshima mon amour”. From the dissection of these images, the deconstruction of the original footage and its re-editing, emphasized by an original musical score, the filmmaker offers “La Bobine 11004” as a reflection not only on the long known ominous effects of the atomic bomb, but also on the first censorship act in the history of nuclear energy. The director returns to Vila do Conde after having been a member of the festival jury in 1998. (MM)

Language

French

Subtitles

Portuguese

Bonus Content

14m
Q&A's · Mirabelle Freville

Uma conversa sobre o filme “A Bobine 11004” | Idioma: Inglês

A brief talk about the film “The Reel 11004” | Language: English