THE DETECTION OF FAINT COMPANIONS (2021)

  • Experimental
  • 9min

Entre o som mecânico que recorda a projeção em película, algumas notas e murmúrios que acentuam a natureza enigmática das imagens que continuamente se sucedem, mergulhamos num universo povoado por formas nebulosas e dificilmente decifráveis, lembrando fragmentos de paisagens, rostos ou formas de animais que vamos tentando adivinhar como em nuvens fugidias. Simetricamente espelhadas, tal como alguns trabalhos em vídeo que o artista belga Nicolas Provost expôs na Solar em 2008, as estranhas figuras de Sandro Aguilar evocam fantasmagorias de outros tempos, ou o espanto renovado que a experiência do Cinema proporciona. A opacidade estende-se ao próprio título, “The Detection Of Faint Companions”, sugerindo um minucioso trabalho de investigação em torno dos corpos e dos seres, observados até ao microscópio. Sandro Aguilar parece examinar nestas imagens fragmentos do mundo em que se move, sem nelas se deter mais do que uma fração de segundo. É com este mistério indissolúvel que o cineasta português regressa ao Curtas Vila do Conde, onde o seu trabalho tem vindo a ser exibido e premiado nas últimas duas décadas. (RaM)

Amidst the mechanical sound that harks back to film projection, some musical notes, and whispers that accentuate the enigmatic nature of the images in permanent succession, we plunge into a world populated by nebulous and hardly decipherable shapes, resembling fragments of landscapes, faces, or animal shapes that we keep trying to discern like fleeting clouds. Symmetrically mirrored, bringing to mind some video works exhibited by Belgian artist Nicolas Provost at Solar in 2008, Sandro Aguilar’s strange figures evoke phantasmagorias of yore, or the renewed amazement provided by the Cinema experience. The opacity extends to the title itself, “The Detection of Faint Companions”, suggesting a thorough research on bodies and beings, microscopically observed. In these images, Sandro Aguilar seems to examine fragments of the world in which he moves, without pausing on each of them for more than a split second. This indissoluble mystery brings the Portuguese filmmaker back to Curtas Vila do Conde, where his work has been screened and awarded over the last two decades. (RaM)

Country

Portugal

Studio

O Som e a Fúria

Bonus Content

Entrevista - Sandro Aguilar (Pedro Dourado)