OSO (2021)

  • Fiction
  • 29min

Um urso é avistado num lugar no noroeste transmontano. O animal traz um natural alvoroço, mas a sua existência parece ser posta em causa por alguns. Num registo doce e divertido, Bruno Lourenço assina aqui a sua segunda curta-metragem (depois de “Tony”, presente na Competição Nacional do Curtas em 2009). Recorde-se que Lourenço é habitual colaborador de Miguel Gomes e João Nicolau, e este “Oso” alimenta-se também das personagens solitárias e melancólicas, como é o caso de Rita, vigilante da natureza, e o especialista que chega ao lugar para tentar descobrir o famoso animal. Num registo cómico-etnográfico, o filme é tanto sobre uma história de encontros, como de um registo periférico dos lugares do que costumamos chamar “Portugal profundo”. (DR)

A bear is sighted somewhere in the northwest of Trás-os-Montes. The animal causes a natural uproar, but his existence seems to be called into question by some. With a sweet and fun register, Bruno Lourenço directs his second short film (after “Tony”, selected for Curtas’ National Competition in 2009). It should be highlighted that Lourenço is a frequent collaborator of Miguel Gomes and João Nicolau, and this “Oso” is also populated with lonely and melancholic characters, such as Rita, a nature watcher, and the specialist who comes to try and find the famous animal. With a comic-ethnographic register, the film is as much a tale about encounters as a peripheral inventory of the places we commonly call “deep Portugal”. (DR)

Language

Portuguese

Subtitles

English

Country

Portugal

Studio

O Som e a Fúria

Bonus Content

Entrevista - Bruno Lourenço (Paulo Cunha)