NHA SUNHU (2021)

  • Fiction
  • 21min

Issa é um jogador de futebol da Guiné-Bissau que, como tantos outros jovens africanos, procura uma oportunidade para jogar em Portugal e, assim, chegar às ligas principais e cumprir o sonho de se tornar profissional. Para contar esta história ficcionada, José Magro, que acredita que “a realidade é sempre mais surpreendente do que a ficção”, utiliza um estilo híbrido, num registo mais próximo do cinema documental e onde, para lá da narrativa, o espectador assiste à própria construção do filme. Para isso, criou as personagens de dois cineastas que seguem o percurso de Issa, na sua pesquisa para um documentário sobre futebolistas africanos a atuar em Portugal, tantas vezes desprotegidos e vítimas de empresários sem escrúpulos ou de clubes que não cumprem os seus contratos. Não vemos a bola nem o jogo, apenas a solidão de Issa, num filme que, mais do que sobre futebol, é sobre os sonhos que ficam por cumprir. “Nha Sunhu” é o sexto filme realizado por José Magro, que se estreou no Curtas Vila do Conde em 2013 com “Teles” e que, desde aí, regressou com “A Viagem” (2015) e “A River Through the Mountains” (2018), este último realizado em coprodução com a Curtas Metragens CRL. (MD)

Issa is a football player from Guinea-Bissau who, like many other African young men, looks for an opportunity to play in Portugal and thus reach the top leagues, fulfilling his dream of going pro. In order to tell this fictional story, José Magro, who believes that “reality is always stranger than fiction”, uses a hybrid style, in a register closer to documentary filmmaking, in which, beyond mere narrative, the viewer watches the very making of the film. With this intention, he created the characters of two filmmakers who follow Issa’s trajectory, in their research for a documentary about African footballers playing in Portugal, so often unprotected and victims to unscrupulous managers or clubs that do not comply with their contracts. We don’t see either the ball or the match, only Issa’s loneliness, in a movie that, more than football, is about the dreams that remain unfulfilled. “Nha Sunhu” is the sixth film directed by José Magro, who debuted at Curtas in 2013 with “Teles” and, since then, has returned with “The Journey” (2015) and “A River Through the Mountains” (2018), the latter coproduced with Curtas Metragens CRL. (MD)

Languages

Portuguese, Creole

Subtitles

English, Portuguese

Country

Portugal

Studios

PÂNTANO, BAGABAGA

Bonus Content

Entrevista - José Magro (Paulo Cunha)