MORE THAN TWO HOURS (MAIS QUE DUAS HORAS) (2013)

  • Fiction
  • 15min

Este é um filme cujos protagonistas são um jovem casal iraniano, mas não se trata de um filme conjugal, nem de uma história de amor. Não é uma questão de perda de virgindade, é antes um périplo, uma jornada, simbólica, que põe a nu os múltiplos constrangimentos sociais, políticos, religiosos e éticos de uma sociedade densamente claustrofóbica. É um olhar num estilo documental sobre uma problemática cristalizada na austera sociedade iraniana contemporânea. De acordo com as palavras de Ali Asgari, o enredo desta curta parte de uma história verdadeira e tanto o guião como as rodagens foram concluídos num tempo incrivelmente curto: três semanas para a escrita e três noites para as filmagens. Mas voltemos ao casal que, durante a noite, procura desesperadamente ver atendida a rapariga que sofre de uma intensa hemorragia na sequência da sua primeira relação sexual. Vemo-los, então, num crescente de angústia, serem sucessivamente recusados por terem cometido diversas infrações nesse simples acto: uma delas passava por não serem casados; outra, por não terem qualquer consentimento dos pais da rapariga; outra ainda, por terem mentido sobre a causa da hemorragia. Se para a rapariga do filme a intervenção médica que ocorreu num consultório clandestino viria a modificar totalmente o rumo da sua vida, esta solução encontrada no mercado negro acabou por ter consequências irreparáveis também para o futuro do casal. “More Than Two Hours” será revisitado por Asgari, em 2017, para a realização da sua longa-metragem intitulada “Desappearance”. (LL)

This is a film whose protagonists are a young Iranian couple, but it is not a conjugal film, nor a love story. It is not about the loss of virginity, but rather a journey, a symbolic journey that lays bare the multiple social, political, religious, and ethical constraints of a densely claustrophobic society. It is a documentary-style look at a problematic crystallized in the austere contemporary Iranian society. According to Ali Asgari’s words, the plot of this short film starts from a true story and both the script and the shooting were completed in an incredibly short time: three weeks for writing and three nights for shooting. But let’s return to the couple who, during the night, desperately seek to see the care of the girl who is suffering from heavy bleeding following her first sexual intercourse. We then see them, in a crescendo of anguish, being successively refused for having committed several infractions in this simple act: one of them was for not being married; another for not having any consent from the girl’s parents; yet another for having lied about the cause of the haemorrhage. If for the girl in the film the medical intervention that took place in a clandestine clinic would totally change the course of her life, this solution found on the black market ended up having irreparable consequences also for the couple’s future. “More Than Two Hours” will be revisited by Asgari in 2017 for the making of his feature film entitled “Desappearance”. (LL)

Language

Persian

Subtitles

English, Portuguese

Country

Iran

Studio

Khaneye 8 Film Production