ANTÓNIO, LINDO ANTÓNIO (2015)

  • Documentary
  • 42min

Vencedor do Prémio de Melhor Curta Metragem Portuguesa e Prémio do Publico da Competição Nacional (2016), este documentário procura saber as razões pelas quais o tio da realizadora, que partiu há 50 anos para o Brasil, nunca mais voltou à sua aldeia. É um regresso às origens de Ana Maria Gomes, realizadora luso-francesa que tem focalizado o seu trabalho (em áreas diversas como o documentário, a videoarte e a fotografia) nas questões de identidade. Para lá da investigação sobre o paradeiro do tio e da composição algo romantizada da sua personagem a partir de referências cruzadas – bonito, sedutor, aventureiro, exímio intérprete de acordeão – o filme vale também como retrato austero de uma região esquecida e empobrecida do Norte de Portugal. Um mundo rural em extinção em contraste com a imensa metrópole do Rio de Janeiro, ambos ligados, finalmente, pelo som nostálgico das notas de um acordeão. (MD)

Ana Maria Gomes, the Portuguese-French filmmaker returns to her roots in this documentary film, winner of the award for Best Portuguese Short Film and the Audience award for the National Competition (2016), which searches for the reasons why her uncle left Portugal for Brazil 50 years ago, never to return to his village. Her previous documentary work, video art and photography have focused on identity issues. Besides being an investigation into the whereabouts of her uncle and a somewhat romanticised character portrayal of the handsome, seductive, adventurous and accomplished accordion player, the film is also valid as a stark portrait of an impoverished, forgotten region in northern Portugal. A disappearing rural world is contrasted with the huge metropolis of Rio de Janeiro until both become interconnected through the nostalgic sounds of the accordion. (MD)

Language

Portuguese

Subtitles

English

Country

France